P21

Estudo da substituição programada de grandes componentes, no efeito da disponibilidade do parque eólico para reduzir o risco no fornecimento de energia elétrica de fonte renovável

O avanço na produção de energia renovável em todo o mundo vem impulsionando o investimento em geração de energia eólica no Brasil. Segundo o boletim anual de Geração Eólica, em 2018 a geração total foi de 48,42TWh que em termos de representatividade e abastecimento, a geração verificada pela fonte eólica foi responsável por 8,6% na média de a geração injetada no Sistema Interligado Nacional (SIN). Empresas como a que desenvolveu este trabalho, pelo pioneirismo, enfrentam desafios com fornecedores e prestadores de serviço, que impactam na disponibilidade do seu parque eólico. Apesar disso, esse potencial vem sendo comprometido pela baixa confiabilidade de grandes componentes das turbinas eólicas. Por essa razão a empresa desenvolveu um amplo trabalho junto ao fabricante para aumentar a confiabilidade desses componentes e agora precisa decidir a melhor estratégia para implementar essa melhoria no parque.   A metodologia de análise RAM foi adotada para estudar a projeção da disponibilidade do parque ao longo de 7 anos de operação e enxergar os períodos mais críticos do ponto de vista de falha de grandes componentes. Com base nessa informação a empresa modelou e simulou sua estratégia de substituição programada de grandes componentes, para maximizar a disponibilidade do parque e reduzir o risco no fornecimento de energia elétrica limpa.

Fábio Christi e Thiago Amato (Compass)
Empresa de energia renovável do setor de geração eólica do Nordeste


< Voltar